devaneios · nostalgia · veia literária

Como naqueles dias

Juliano exclamou: – Ah, hoje foi como antigamente, como naqueles dias! Adam sorrindo concordou: – Como naqueles dias. Tudo parecia mais simples, completo e especial. Passávamos horas divagando sobre o tempo. Um pouco jogando bola, um pouco subindo em árvores. – Lembra-se daquela ameixeira que fazíamos de conta que era um helicóptero? – Lembro sim… Continuar lendo Como naqueles dias