veia literária

Aconchego

Imagem   

Deixando para trás o balcão, João possuíra Natasha. Envolvendo-se num turbilhão de emoções, ordenou: Deixe o Chuck tocar, o velho Chuck. Gênio como sempre, perfeito como nunca.

Natasha aconchegava e esquentava, amor barato. Ao som de Almost Grown, João adormeceu. Não sonhou nada, nem pensou muito. O conforto passageiro foi logo interrompido pelo soluço alcoolico.

João acordou nauseado, exalando odores cetônicos. A companhia se foi, a vitrola silenciou. Restaram o bartender e o reflexo embaçado das bebidas multicoloridas.

O copo pouco cheio, a alma ainda vazia. A garrafa de vodka transparecia ilusão. Tomou o ultimo gole, tirou do bolso a nota de dez. Voltou para casa sozinho. A mesma história, o velho caminho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s